Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

Os problemas que a sociedade esquece. . .

 

Na última semana o nosso projecto sofreu importantes desenvolvimentos, o grande trabalho que tivemos foi recompensado com os passos largos que demos no diagnóstico da cidade. Logo na segunda dirigimo-nos à delegação da Adesco, no edifício Mirante, onde entrevistamos a Dr. Rosário. Conseguimos assim estabelecer um parecer sobre o estado social em que se encontra Amarante. A Adesco "é uma Associação de desenvolvimento local registada como instituição particular de solidariedade social, reconhecida como pessoa colectiva de utilidade pública. O âmbito territorial de intervenção é de domínio regional com actuação nos concelhos de Amarante, Marco de Canaveses, Vila Real e Mondim de Basto.".

            No desenvolver da conversa abordamos vários temas, alguns deles preocupantes do ponto de vista da socióloga. A associação que trabalha em parceria com a Segurança Social, tenta dar apoio aos mais diversos casos que lhe aparecem como toxicodependência, alcoolismo, violência doméstica, e até estados extremos de pobreza. Um ponto fulcral da entrevista incidiu num problema grave, já apontado pela sociedade nos inquéritos dos quais já falamos, que é o desemprego. Em Amarante o desemprego afecta todas as faixas etárias e conduz a graves problemas familiares que, muitas vezes, por muito boa intenção que tenha, a Adesco não pode ajudar e ai reencaminha para quem mais apoio poderá prestar nestes casos.

            Uma ideia proposta pela Dr. Rosário, que iremos aproveitar para propor no nosso projecto é a criação de um centro de apoio aos sem abrigo, onde os mais desfavorecidos possam ir buscar alimentação, possam pernoitar e receber um pouco de carinho, que é o que mais lhes falta da parte da sociedade. A exclusão social existe e ela está presente na nossa cidade, continua a haver quem não tenha que comer, quem não tenha onde dormir, quem não tenha alguém que lhe dê apoio, quem não os ajude, quem não os dirija aos órgãos sociais que os poderiam tratar e aqui falamos no caso dos toxicodependentes, que apesar de não estarem agora à vista de todos, continuam a existir, a realidade escondida de que tanto se fala.

            A organização "procura ainda atenuar a pobreza e a exclusão social ao acompanhar nomeadamente o Rendimento Social de Inserção, medida de protecção social que tenta prevenir situações de grande carência e desigualdade socio-económica".

               

 

 

tags:

publicado por amarante_csg às 18:58
link do post | comentar | favorito

.Quem somos

Alunos do Colégio de São Gonçalo, 12º ano, de Ciências e Tecnologias a participar no Concurso Nacional de ideias "Cidades Criativas" - reflexão e estudo sobre as cidades portuguesas . Helena Melo, Ricardo Silva, Marlene Ribeiro, Rita Magalhães, Sara Carvalho

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Os problemas que a socied...

.tags

. todas as tags

.links

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.posts recentes

. Os problemas que a socied...

.pesquisar